A valorização dos direitos da mulher italiana a licença menstrual

Resultado de imagem para licença menstrual

É comum encontrar mulheres que sentem dificuldade na sua rotina diária, em conciliar trabalho com suas atividades domiciliares. É normal perceber que rodeadas de tantas questões e afazeres, não há tempo para ser interrompido com acontecimentos que querendo ou não, irão roubá- las das suas tarefas, como um problema de saúde por exemplo, ou simplesmente algo em que as mulheres costumam enfrentar todos os meses, que vem a ser doloroso e desconfortante, como seu ciclo menstrual, especificamente suas cólicas menstruais. Sobre isso, a Itália está se levantando como um país defensor dessa causa. Justamente pelo fato que a mulher italiana sofre fortemente em seu período. Sendo assim, está para ser aprovado um projeto de lei em que as mulheres funcionárias terão remuneração de três folgas por mês.

O período menstrual, é um período que realmente incomoda aquelas que passam por ele, e é completamente comum notar que as tornam muitas vezes impossibilitadas em seguir sua rotina. O que as deixariam preocupadas, pois para quem recebe um pequeno salário necessário, faltar em seu trabalho e ter sua remuneração descontada nos seus dias de falta faria muita diferença.

A licença menstrual portanto, está se tornando um direito trabalhista das mulheres, o que é muito além de merecido, já que de acordo com o especialista ginecologista Gedis Grudzinskas, essa licença também iria ajudar a instituição de trabalho, pois as funcionárias teriam mais empenho em trabalhar não sendo obrigadas a trabalhar com cólicas e com a famosa TPM.

Tal impacto está sendo dado a essa questão na Itália quando se vê que outros países, como o Japão, já prevê esse direito do sexo feminino a essa licença que envolve todas as mulheres que possuem suas tarefas além do lar e também aquelas que preferem se reter apenas ao trabalho institucional. Considerando que não são todas as funcionárias que teriam esse direito a remuneração e folga, pois elas seriam levadas a prestar exames que acusariam se ela sofreria com a dor.

A mulher moderna, tem o privilégio de possuir uma carreira, uma profissão, um conhecimento além daquilo que aprende no meio familiar. Porém, é importante saber que cada sexo possui sua singularidade e prestar cuidados no período menstrual de uma mulher quando chega a ser incomodo e doloroso, é manifestar a valorização desse sexo na sociedade.

Alguns outros sites abordaram o tema.