Saiba o que é compliance e qual a melhor forma de usar – com Bruno Fagali

Image result for compliance

Cada vez mais empresas buscam por soluções de compliance. Quem reporta a informação é o advogado Bruno Fagali, membro da Fagali Advocacia.

Muitos fatores fizeram que as empresas buscassem adequar suas operações promovendo uma cultura ética organizacional. Algumas delas, já buscavam políticas nesse sentido antes da lei anticorrupção. Nesse contexto surge o compliance, prática que visa a conformidade da legislação, regras e demais procedimentos legais na companhia, tanto nos processos internos quanto externos.

Os softwares de compliance passaram a ter uma grande importância nesse sentido, pois promoveram uma melhora nos níveis de segurança, permitindo que protocolos pudessem ser adotados para identificação, controle e diminuição de atitudes fraudulentas.

O que a empresa ganha?

Bruno Fagali noticia que a empresa focada em fortalecer a ética tende a atrair e reter mais talentos, fortalecer a imagem da marca, bem como seu relacionamento com o público. Além de aumentar a margem de lucro e a participação no mercado.

Basicamente, a companhia que presa pela ética tem maiores chances de crescimento e permanece no mercado por mais tempo em relação a uma não-ética. Também não é penalizada, nem multada, podendo investir em outros pontos relevantes para o negócio. Os funcionários são mais orgulhosos de suas empresas e podem tomar decisões mais seguras.

Os desafios do compliance

Bruno Fagali destaca o posicionamento da coluna Brasil Econômico de que atualmente, a adoção de uma postura ética está muito presente nas empresas brasileiras e estrangeiras. O motivo é a busca de um diferencial competitivo, contudo muitas delas não possuem o entendimento de como os sistemas de compliance podem ser implementados e o grau de maturidade dos processos adotados.

Um projeto eficiente deve obrigatoriamente envolver todos os níveis de organização da companhia;

Ter um código de ética moderno e transparentes;

Oferecer treinamentos e capacitações constantes;

Promover palestras e demais mecanismos para que os códigos sejam assimilados;

Desenvolver práticas e controles para identificar desvios, atos ilícitos e fraudes;

Contar com canais de denúncias para que os colaboradores possam informar sobre problemas e fraudes.

Image result for Bruno Fagali
              Bruno Fagali

O advogado Bruno Fagali destaca que as auditorias internas que os sistemas compliance geram permitem conhecer profundamente os gargalos da fraude no ambiente organizacional. Trata-se de uma ferramenta que possibilitam avaliar os normativos e demais fatores que potencializam a adoção das práticas éticas pelos colaboradores.

Os resultados favorecem as ações dos gestores, auxiliando na tomada de decisões. Ele pode, por exemplo, mapear a comunicação e adequar conforme o setor, identificar se determinado está de acordo com as práticas da empresa, determinar datas para treinamentos, entre outras.

É um processo que auxilia a empresa no trabalho de identificação do impacto das medidas, seu progresso, como os canais de denúncias estão funcionando e outros recursos que evitem a conivência em meio a atitudes contrárias à legislação e o código de conduta da organização.

Bruno Fagali destaca a informação da Coluna Brasil Econômico sobre o controle do compliance. “A empresa deve ir além do tradicional. O fomento de uma cultura ética corporativa só é possível com o apoio, compreensão e prática dos colaboradores e parceiros”. É importante chegar a excelência, sobretudo no cenário atual, que exige relações sustentáveis.